Demanda por escritórios de alto padrão volta a crescer em São Paulo

A maior procura por locações no segmento de edifícios corporativos de alto padrão de capital paulista aponta para uma reversão de tendência no setor, que tem sofrido com altos índices de vacância.

De acordo com dados da consultoria CBRE, entre janeiro e junho deste ano o índice de absorção líquida (saldo entre áreas alugadas e devolvidas) em São Paulo ficou positivo em 83 mil metros quadrados. Nos primeiros seis meses de 2016, o saldo havia sido negativo em 29 mil metros quadrados.

E as perspectivas são de dias ainda melhores. Segundo a consultoria, os prédios a serem entregues em 2017 devem adicionar 370 mil metros quadrados ao estoque de lajes corporativas.

A reversão do quadro animou o mercado imobiliário, que segue otimista.

“Na capital ainda vejo muito espaço para a recuperação desse segmento e a tendência é de alta”, diz Marcelo Yunes, sócio da Yuny Incorporadora. Entre os destaques da empresa no segmento de escritórios estão o imponente Infinity Tower, no Itaim Bibi, e o Urbanity, um complexo multiuso na Chácara Santo Antônio.

(20)

Demanda por escritórios de alto padrão volta a crescer em São Paulo