Uma trajetória de sucesso surge dos riscos

Profissionais que entraram em programas de estágio têm oportunidades de crescimento e desenvolvimento nas empresas

No senso comum, um plano de carreira é construído com muita paciência, autoconhecimento e metas definidas. No entanto, esse planejamento pode fracassar, se o verbo arriscar não fizer parte do vocabulário de quem deseja ascender na carreira.

Dalton Guedes foi de estagiário a diretor em uma das principais incorporadoras do país, a Yuny. A visão inovadora da empresa permitiu que um estudante de Economia dispusesse de espaço em um ambiente geralmente dominado por engenheiros. Tanto a corporação quanto o profissional assumiram o risco, e já são 12 anos de uma parceria de sucesso.

Nas palavras do próprio Guedes, seu diferencial foi “nunca pensar no estágio como algo provisório”. Estar na base da hierarquia não significa que o trabalho seja descartável. Hoje a experiência adquirida no primeiro contato com a inteligência de mercado, durante o estágio, fundamenta suas tomadas de decisão. “Não sou engenheiro, mas em nenhum momento isso foi um impedimento dentro da companhia. Consegui passar pelas áreas e aprender muito, o que conheci no começo da minha trajetória na Yuny me ajudou a chegar onde estou. Foi um mundo de oportunidades”, completa.

Na Yuny, os colaboradores têm interface direta com todas as áreas da empresa, o que facilita o networking e permite que as competências profissionais sejam desenvolvidas rapidamente. Outra questão fundamental é motivar os funcionários a transformar todas as tarefas diárias, desde as operacionais até as estratégicas para o negócio, em grandes responsabilidades.

“Os planos precisam de reajustes quando boas oportunidades aparecem, e isso vale para a carreira e para a vida. Esse é um dos principais legados que a Yuny deixa para os colaboradores”, explica Marcelo Yunes, vice-presidente e COO da Yuny Incorporadora. “Formados em campos fora da construção civil, Marcelo e eu erguermos uma companhia que enxerga além do esperado. Na disputa pela aquisição dos terrenos mais concorridos e pela formação de um time rico em diversidade, os riscos devem ser corridos”, conclui Marcos Yunes, presidente e CEO da Companhia.

Marcos Yunes – presidente da Yuny Incorporadora

(29)

Uma trajetória de sucesso surge dos riscos